Skip to main content

Atualmente o GitHub AE está em versão limitada.

Configurar a combinação de commits por squash em pull requests

É possível impor, permitir ou desabilitar o squash de commit para todas as mesclagens de solicitação de pull no sua empresa do repositório.

É possível configurar opções de mesclagem de solicitações de pull no sua empresa a fim de atender às suas necessidades e preferências de fluxo de trabalho com relação ao gerenciamento do histórico do Git. Para obter mais informações, confira "Configurar merges de pull request".

Para obter informações sobre as mensagens de commit padrão para mesclagens squash, confira "Sobre merges de pull request".

  1. No sua empresa, navegue até a página principal do repositório.
  2. Abaixo do nome do repositório, clique em Configurações. Caso não consiga ver a guia "Configurações", selecione o menu suspenso , clique em Configurações. Captura de tela de um cabeçalho de repositório que mostra as guias. A guia "Configurações" é realçada por um contorno laranja-escuro.
  3. Na página de configurações "Geral" (que é selecionada por padrão), role para baixo até a seção marcada como "Solicitações de Pull".
  4. Em "Solicitações de Pull", selecione Permitir mesclagem squash. Isso permite que os contribuidores façam merge de uma pull request combinando por squash todos os commits em um único commit. A mensagem de commit padrão apresentada aos colaboradores durante a mesclagem será o título e a mensagem de commit se a solicitação de pull contiver apenas 1 commit, ou o título da solicitação de pull e a lista de commits se a solicitação de pull contiver 2 ou mais commits.

Se você selecionar mais de um método de mesclagem, os colaboradores poderão escolher qual tipo de confirmação de mesclagem usar ao mesclar uma solicitação de pull. Se houver uma regra de branch protegido no seu repositório que exija um histórico de commit linear, você precisará permitir a mesclagem squash, a mesclagem com troca de base ou ambas. Para obter mais informações, confira "Sobre branches protegidos".

Leitura adicional