Skip to main content

Práticas recomendadas para proteger o código na sua cadeia de suprimentos

Orientação sobre como proteger o centro de sua cadeia de suprimentos — o código que você escreve e o código de que você depende.

Sobre este guia

Este guia descreve mudanças de maior impacto que você pode fazer para melhorar a segurança do seu código. Cada seção descreve uma alteração que você pode fazer em seus processos para melhorar a segurança. As mudanças de maior impacto estão listadas primeiro.

Qual o risco?

Os principais riscos no processo de desenvolvimento incluem:

  • Usar dependências com vulnerabilidades de segurança que um invasor pode explorar.
  • Vazar as credenciais de autenticação ou um token que um invsor poderia usar para acessar seus recursos.
  • Introduzir uma vulnerabilidade ao seu próprio código que um invasor poderia explorar.

Esses riscos abrem seus recursos e projetos para serem atacados, aléme de serem enviados diretamente para qualquer um que utilize um pacote que você criar. As seções a seguir explicam como você pode proteger você mesmo e seus usuários desses riscos.

Crie um programa de gerenciamento de vulnerabilidades para dependências

Você pode proteger o código do qual você depende criando um programa de gerenciamento de vulnerabilidades para dependências. Em alto nível, isto deve incluir processos para garantir que você:

  1. Crie um inventário de suas dependências.

  2. Saiba quando há uma vulnerabilidade de segurança em uma dependência.

  3. Impor revisões de dependência em suas solicitações de pull.

  4. Avalie o impacto dessa vulnerabilidade no seu código e decida qual ação tomar.

Geração de inventário automática

Como primeiro passo, você deverá fazer um inventário completo das suas dependências. O gráfico de dependências para um repositório mostra dependências para ecossistemas compatíveis. Se você fizer check-in das dependências ou usar outros ecossistemas, precisará complementá-los com os dados de ferramentas de terceiros ou listando as dependências manualmente. Se você tiver pelo menos acesso de leitura ao repositório, poderá exportar o grafo de dependência para o repositório como uma SBOM (conta de materiais de software) compatível com SPDX, por meio da GitHub interface do usuário ou da API REST do GitHub. Para obter mais informações, confira "Como exportar uma lista de materiais de software para seu repositório".

Detecção automática de vulnerabilidades em dependências

Dependabot pode ajudar você a monitorar as suas dependências e notificar você quando contiverem uma vulnerabilidade conhecida. Você pode até mesmo habilitar o Dependabot para gerar automaticamente solicitações pull que atualizam a dependência para uma versão segura. Para obter mais informações, confira "Sobre alertas do Dependabot" e "Sobre as atualizações de segurança do Dependabot".

Detecção automática de vulnerabilidades em solicitações de pull

O ação de revisão de dependência impõe uma revisão de dependência nas suas solicitações de pull, facilitando que você veja se uma solicitação de pull introduzirá uma versão vulnerável de uma dependência no repositório. Quando uma vulnerabilidade é detectada, o ação de revisão de dependência pode bloquear a mesclagem da solicitação de pull. Para obter mais informações, confira "Sobre a análise de dependência".

Avaliação da exposição ao risco de uma dependência vulnerável

Ao descobrir que você está usando uma dependência vulnerável, por exemplo, uma biblioteca ou uma estrutura, você deve avaliar o nível de exposição do seu projeto e determinar que ação deve tomar. Normalmente, as vulnerabilidades são relatadas com uma pontuação de gravidade para mostrar a gravidade do seu impacto. A pontuação de gravidade é um guia útil, mas não pode dizer o impacto total da vulnerabilidade no seu código.

Para avaliar o impacto de uma vulnerabilidade no seu código, você também precisa considerar como usar a biblioteca e determinar o nível de risco que isso realmente representa para o seu sistema. Talvez a vulnerabilidade seja parte de um recurso que você não usa, e você pode atualizar a biblioteca afetada e continuar com o seu ciclo normal da versão. Ou talvez seu código esteja mal exposto a riscos e você precisa atualizar a biblioteca afetada e enviar uma construção atualizada imediatamente. Essa decisão depende de como você está usando a biblioteca em seu sistema, e é uma decisão que só você tem o conhecimento para tomar.

Proteja seus tokens de comunicação

O código geralmente precisa se comunicar com outros sistemas por meio de uma rede e exige segredos (como uma senha, ou uma chave de API) para efetuar a autenticação. Seu sistema precisa de acesso a esses segredos para ser executado, mas a prática recomendada é não incluí-los no seu código-fonte. Isso é especialmente importante para repositórios aos quais muitas pessoas podem ter acesso e crítico para repositórios públicos.

Detecção automática de segredos confirmados em um repositório

Observação: A Secret scanning estará disponível para os repositórios pertencentes a uma organização no GitHub Enterprise Server se a sua empresa tiver uma licença do GitHub Advanced Security. Para obter mais informações, confira "Sobre a verificação de segredo" e "Sobre a Segurança Avançada do GitHub".

Observação: o administrador do site precisa habilitar a secret scanning no sua instância do GitHub Enterprise Server para que você possa usar esse recurso. Para obter mais informações, confira "Configurar a varredura de segredo para o seu dispositivo".

Talvez você não consiga habilitar ou desabilitar a secret scanning se um proprietário da empresa tiver definido uma política no nível da empresa. Para obter mais informações, confira "Como impor políticas para segurança e análise de código na empresa".

Você pode configurar secret scanning para verificar se há segredos emitidos por muitos provedores de serviço e para notificar você quando algum for detectado. Você também pode definir padrões personalizados para detectar segredos adicionais no repositório, organização ou empresa. Para obter mais informações, confira "Sobre a verificação de segredo" e "Padrões de digitalização de segredo."

Armazenamento seguro de segredos que você usa em GitHub Enterprise Server

Além de usar segredos no código, provavelmente você também precisa usá-los em outros lugares. Por exemplo, para permitir que os fluxos de trabalhos do GitHub Actions ou o Dependabot se comuniquem com outros sistemas. Para obter mais informações sobre como armazenar e usar segredos com segurança, confira "Usar segredos em ações do GitHub" e "Configurando o acesso a registros privados para Dependabot".

Mantenha padrões de codificação vulneráveis fora do seu repositório

Observação: A Code scanning está disponível para os repositórios pertencentes à organização do GitHub Enterprise Server. Esse recurso exige uma licença do GitHub Advanced Security. Para obter mais informações, confira "Sobre a Segurança Avançada do GitHub".

Observação: o administrador do site precisa habilitar o code scanning para o sua instância do GitHub Enterprise Server a fim de que seja possível usar esse recurso. Para obter mais informações, confira "Como configurar a verificação de código do seu dispositivo".

Talvez você não consiga habilitar ou desabilitar o code scanning se um proprietário da empresa tiver definido uma política GitHub Advanced Security (GHAS) no nível da empresa. Para obter mais informações, confira "Como impor políticas para segurança e análise de código na empresa".

Criar um processo de revisão de pull request

Você pode melhorar a qualidade e a segurança do seu código garantindo que todos os pull requests sejam revisados e testados antes do merge. GitHub tem muitas funcionalidades que você pode usar para controlar a revisão e o processo de merge. Para começar, confira "Sobre branches protegidos".

Digitalize o seu código para padrões vulneráveis

Os padrões de código inseguro são muitas vezes difíceis para os revisores identificarem sem ajuda. Além de digitalizar seu código para encontrar segredos, você pode verificar se há padrões associados a vulnerabilidades de segurança. Por exemplo, uma função que não é segura na memória, ou falhar ao escapar de entrada do usuário que poderia levar a uma vulnerabilidade de injeção. GitHub oferece várias maneiras diferentes de abordar como e quando você digitaliza o seu código. Para começar, confira "Sobre a varredura de código".

Próximas etapas