Publicamos atualizações frequentes em nossa documentação, e a tradução desta página ainda pode estar em andamento. Para obter as informações mais recentes, acesse a documentação em inglês. Se houver problemas com a tradução desta página, entre em contato conosco.

Configurar a integração contínua usando modelos de fluxo de trabalho

É possível configurar a integração contínua no seu projeto usando um modelo de fluxo de trabalho correspondente ao idioma e à ferramenta que você quer usar.

GitHub Actions está disponível com GitHub Free, GitHub Pro, GitHub Free para organizações, GitHub Team, GitHub Enterprise Cloud e GitHub One. GitHub Actions não está disponível para repositórios privados pertencentes a contas usando os planos de legado por repositório.

Observação: O suporte de GitHub Actions em GitHub Enterprise Server 2.22 é beta pública limitada. Para revisar os requisitos de armazenamento externo e solicitar acesso ao beta, consulte "Habilitar GitHub Actions e configurar o armazenamento".

Observação: Executores hospedados em GitHub não são atualmente compatíveis com GitHub Enterprise Server. Você pode ver mais informações sobre suporte futuro planejado no Itinerário público do GitHub.

Qualquer pessoa com permissões de gravação em um repositório pode configurar a integração contínua (CI, Continuous Integration) usando o GitHub Actions.

Depois de configurar a CI, você pode personalizar o fluxo de trabalho conforme as suas demandas.

  1. No GitHub Enterprise Server, navegue até a página principal do repositório.
  2. No nome do seu repositório, clique em Ações.
    Aba Ações na navegação principal do repositório
  3. Localize o modelo correspondente ao idioma e às ferramentas que você quer usar. Em seguida, clique em Set up this workflow (Configurar este fluxo de trabalho).
    Botão Setup workflow (Configurar fluxo de trabalho)
  4. Clique em Start commit (Iniciar commit).
    Botão Start commit (Iniciar commit)
  5. No final da página, digite uma mensagem de commit curta e significativa que descreva a alteração feita no arquivo. Você pode atribuir o commit a mais de um autor na mensagem de commit. Para obter mais informações, consulte "Criar um commit com vários co-autores."
    Mensagem do commit para sua alteração
  6. Abaixo dos campos de mensagem do commit, opte por adicionar o commit ao branch atual ou a um novo branch. Se seu branch atual for o branch-padrão, você deverá optar por criar um novo branch para seu commit e, em seguida, criar um pull request. Para obter mais informações, consulte "Criar uma nova pull request."
    Opções para fazer commit no branch
  7. Clique em Propose new file.
    Propor botão de novo arquivo

Depois de fazer push no seu repositório, você pode acompanhar o status e os logs detalhados do fluxo de trabalho de integração contínua no GitHub e receber notificações personalizadas. Para obter mais informações, consulte "Configurando notificações" e " Gerenciando a execução do fluxo de trabalho".

Um selo de status mostra se um fluxo de trabalho está falhando ou passando. Um lugar comum para adicionar um selo de status é o arquivo README.md do seu repositório, mas você pode adicioná-lo a qualquer página web que desejar. Por padrão, os selos exibem o status do seu branch-padrão. Também é possível exibir o status de uma execução de fluxo de trabalho para um branch ou evento específico usando os parâmetros de consulta do branch e evento na URL.

exemplo de selo de status

Para obter mais informações, consulte "Aprenda GitHub Actions".

Leia mais

Esse documento ajudou você?

Privacy policy

Ajude-nos a tornar esses documentos ótimos!

Todos os documentos do GitHub são de código aberto. Você percebeu que algo que está errado ou não está claro? Envie um pull request.

Faça uma contribuição

Ou, aprenda como contribuir.