Publicamos atualizações frequentes em nossa documentação, e a tradução desta página ainda pode estar em andamento. Para obter as informações mais recentes, acesse a documentação em inglês. Se houver problemas com a tradução desta página, entre em contato conosco.

Colaboração com o Git Large File Storage

Com o Git LFS habilitado, você poderá fazer fetch, modificar e fazer push de arquivos grandes, assim como em qualquer arquivo gerenciado pelo Git. No entanto, um usuário que não tem o Git LFS verá um fluxo de trabalho diferente.

Neste artigo

Se os colaboradores no seu repositório não tiverem o Git LFS instalado, eles não terão acesso ao arquivo grande original. Se tentarem clonar o repositório, eles farão fetch apenas dos arquivos de ponteiro e não terão acesso aos dados reais.

Dica: para ajudar os usuários sem o Git LFS habilitado, é recomendável definir diretrizes para contribuidores do repositório que descrevam como trabalhar com arquivos grandes. Por exemplo, você pode pedir que os contribuidores não modifiquem arquivos grandes nem façam upload das alterações em um serviço de compartilhamento de arquivos, como Dropbox ou Google Drive. Para obter mais informações, consulte "Configurar diretrizes para contribuidores de repositório".

Exibir arquivos grandes em pull requests

O GitHub Enterprise Server não renderiza objetos do Git LFS em pull requests. Apenas o arquivo de ponteiro é mostrado:

Amostra de PR para arquivos grandes

Para obter mais informações sobre arquivos de ponteiro, consulte "Sobre o Git Large File Storage".

Para ver as alterações feitas em arquivos grandes, confira o pull request localmente para revisar a diferença. Para obter mais informações, consulte "Fazer checkout de pull requests localmente".

Leia mais

Esse documento ajudou você?

Privacy policy

Ajude-nos a tornar esses documentos ótimos!

Todos os documentos do GitHub são de código aberto. Você percebeu que algo que está errado ou não está claro? Envie um pull request.

Faça uma contribuição

Ou, aprenda como contribuir.